09 dezembro, 2006

Um beijo para a Paula e para a Carla

As nossas amigas Paula e Carla ficaram hoje mais velhas.

O seu pai, o Sr. Eduardo, partiu para uma viagem, que embora acreditemos não ser a derradeira, é a última, vista daqui.

Ficam as nossas saudades, as nossas memórias, as nossas imagens e algum vazio.

Fica aqui também um beijo imenso para as duas. Que a Paz se instale no vosso coração.

O Profeta, Kahlil Gibran

"... Se quereis verdadeiramente conhecer o espírito da morte,
abri o vosso coração até ao corpo da vida.
Pois vida e morte são uma só, tal como o são o rio e o mar.
Na profundeza dos vossos desejos e esperanças
está a consciência silenciosa do além;
E tal como as sementes que sonham sob a neve,
também o vosso coração sonha com o desabrochar.
Confiai nos sonhos, pois neles está a porta para a eternidade.
...
Pois o que é morrer senão ficar nu ao vento e fundir-se com o sol?
E o que é deixar de respirar senão libertar a respiração das suas inquietações
a fim de ela poder elevar-se e expandir-se até Deus?
Só quando beberdes do rio do silêncio sereis capazes de cantar.
E quando chegardes ao cimo da montanha, podereis então começar a subir.
E quando a terra reclamar o vosso corpo, então sereis verdadeiramente
capazes de dançar."

4 comentários:

Carla Dias disse...

Olá,mongas hoje foi um dia muito triste,tenho a agradecer todas as palavras de amor e carinho que me foram ditas...por isso vos agradeço.
Como a Manuela diz hoje foi o dia em que vimos partir o meu pai desta vida para uma viagem onde ele encontrar o caminho da luz e com muita paz,nós filhas cá estaremos para o chorar e o recordarmos como PAI que foi....

Paulo Azevedo disse...

Carla, como sabem eu acredito em tudo, mas ao mesmo tempo não acredito em nada, ou seja, o que sabemos nós, realmente? Cada vez me convenço mais de que sabemos tão pouco...

O que quero dizer é que acho que o vosso Pai foi, finalmente, descansar. O momento é de dor, mas tenho a certeza de que ele está e estará bem.

Há um ano, aproximadamente, a Manuela passou por um momento muito difícil. Nessa altura dediquei-lhe uma fotografia, que quero dedicar hoje ao vosso Pai, à vossa Mãe, a vocês duas, a toda a família, enfim...

http://www.trekearth.com/gallery/Europe/Portugal/photo294092.htm

Muitos beijinhos

Anónimo disse...

Oi! cá estou no fim de um dia triste de despedida do corpo fisico do meu pai.Ele no fundo já nós tinha deixado ja não nós podia dar nada mas estava ali fisicamente hoje foi descansar.Persinto que esta bem!!!!
Obrigada pelas palavras de comforto que recebi sei que estiverão todas comnosco.
P.S.

Anónimo disse...

Paula e Carla,
Apenas hoje tive conhecimento do que aconteceu ao vosso pai.
As palavras nunca têm o poder dos sentimentos, mas são elas que nos ajudam muitas vezes a aliviar as angústias.
Neste momento só me posso exprimir por palavras ...
Acreditem que o tempo dilui a dor da perda física e engrandece o que de bom o vosso pai lhes transmitiu.
Façam do sorriso e da força dele, um trunfo que vos ajudará nas horasn de desalento.
Recordem-no nos bons momentos e verão que encontram força para superar a sua ausência física ... porque, acreditem, ele estará sempre convosco.
Um beijo.
Maria João Correia