01 fevereiro, 2007

Vai mais uma pergunta?

Por uma pessoa que amasse profundamente,estaria disposto a mudar-se para um país distante,sabendo que seriam poucas as probabilidades de voltar a ver a sua familia e os seus amigos?
Vamos a responder é dificil.....dá que pensar ......

8 comentários:

Manuela disse...

Hum...
Não sei...
Tenho sérias dúvidas.

E vocês oh Mongas???!

carla disse...

Isso dá muito que pensar,até porque a família é muito importante.
Eu não me mudei para Viana do Castelo,por isso seria dificil...

Rafeiro Perfumado disse...

Respondo doutra maneira. Por amar muito uma pessoa, não concretizo o sonho de prosseguir a carreira no estrangeiro.

Rafaela disse...

Uma excelente semana
.......(...(`.-``“´´-.´)...)........
........)......--.......--....(.....
......./......(o..._...o)....\\\\......
.......\\\\.........(..0..)......./....
...__.`.-._...“=“.._.-.´.__........
./.......“#.“#.,.--.,.#“.#.“....\\\\...
.\\\\__))..........“#“......... ((__/..
__###########______##########
_##############___#############
################_##############
###############################
_#############################
__###########################
____######################
_ #################
____############
_#########
_#####
__ ____####
___###
____ ###
!___xx
Abraços !!
Tbm estou em dúvida.

Lady Mizar disse...

Correndo o riso de parecer demagoga, o amor manda e comanda e quando não é amor á séria, incha desincha e passa. Ora eu vou deixar o meu tão amado Porto e rumo para Lisboa... Está certo que não é estrangeiro mas é mouraria com certeza (!?!), mas o que quero dizer é que nos dias que correm dizer que a probabilidade de não voltar a ver a família (ou de a ver poucas vezes) é quase nula. Por amor (ou pelo meu amor) iria para o Burkina Faso!

Paulo Azevedo disse...

É verdade. Não é nada fácil de responder, por isso aguardei alguns dias para amadurecer a ideia.
Mas penso que era bem capaz de o fazer, principalmente se isso tivesse a ver com a necessidade de obtenção de melhores condições de vida, ou algo semelhante.
Embora, em princípio, não me agrade a ideia de sair do nosso País, era muito bem capaz de seguir o meu amor, a minha mais que tudo...

Manuela disse...

Monga Paula,

Então não há mais perguntas???

Precisamos de reflectir!

Peste disse...

pelo amor da nossa vida... nem olharia para trás